Disco: “Ignore The Ignorant”, The Cribs

ignore

O Cribs não é nenhuma banda nova. Apareceu lá em 2002 e causaram furor na cena britânica por causa de seus shows caóticos onde tudo podia acontecer. Em 2004 lançaram o primeiro disco, “The Cribs” que não fez tanto sucesso em seguida veio em 2005 o “The New Fellas” e sucedido pelo hit “Men’s Needs, Women’s Needs, Whatever”, que fez com que a banda ganhasse da revista Q o título de “banda mais cult da Inglaterra”. Você pode nunca ter ouvido falar neles, mais a certeza é que eles, ao lado dos Libertines, influenciaram boa parte dessa nova cena britânica de bandas como o Artic Monkeys e The View.  E agora eles voltam acompanhados por gente grande, com a adição do ex-guitarissta do The Smiths, Johnny Marr.

Produzido por Nick Launay (Nick Cave e Arcade Fire), “Ignore The Ignorant” tem uma mensagem clara: os Cribs cresceram. O disco tem várias influências, indo o pop alternativo dos anos 80 ao britpop da metade dos anos 90. A voz rouca de Ryan Jarman continua lá, suas boas composições também, mas a guitarra de Marr é facilmente reconhecível e o que se perdeu foram os gritos viscerais, a aquela mordida feroz, a arrogância de “Men’s Needs”. Talvez a faixa mais próxima disso seja exatamente a primeira, “We Were Aborted”, que começa pelo já tradicional titíulo bizarro e segue com uma bela elevada de guitarra e um refrão pop grudento. Logo em seguida vem o HIT, “Cheat On Me”, um rock no melhor estilo anos 90 onde Ryan grita com sua voz rouca a frase-título, cujo apelo pop é óbvio.

Como em todo disco de uma banda de rock que se preze hoje em dia, não podia faltar aquela faixa apoteótica de 6 minutos A épica “City Of Bugs”, que mostra o lado mais hipnótico dos irmãos Jarman e uma guitarrinha no melhor estilo The Edge do U2. Ainda temos a delicada e balada mela cueca “Save Your Secrets”, a ótima “Hari Kari”, a melhor do álbum que junto com “Emasculate Me”, dançante como os amigos Franz Ferdinand (Alex Kapranos produziu o álbum anterior da banda) e The Rakes.

Talvez entre tanta experimentação sonora, revival folk, angústia existencial e o pop de brinquedo de hoje, o Cribs pode ser tudo que você precise. Uma sólida banda de um hit atrás do outro,  com a qual se possa cantar junto, dançar, namorar, se rebelar ou, enfim, apenas se divertir.

[“Ignore The Ignorant”, The Cribs. 12 faixas com produção de Nick Launay. Lançado pela Wichita Records/Warner Bros. Records em setembro de 2009]

[rating: 2.5/5]

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s