Randomizando #01: Justice, Mombojó, Katy Perry, Doves e mais

Vou ser franco: tive uma semana de merda, cheia de problemas e correria, o que fez o Bloody Pop ficar bem desatualizado. Além disso, os filhasdaputa Killers não gostaram de eu ter linkado a merda música nova deles e reclamaram pro Tio WordPress, o que me fez ficar impossibilitado de postar por um dia inteiro. Daí para dar conta de tudo que eu perdi, vamos de um post longo cheio de notinhas, coisa que não é minha intenção fazer sempre, mas enfim…

Tem Mombojó sendo excelente como sempre, Justice no Circo, mais inflação no Planeta Terra, novas do Doves e do Hot Chip e Katy Perry fazendo cover de MGMT e tals.

Mais inflação no Planeta Terra

R$ 60, R$ 80, R$ 100 e agora R$ 130. O preço dos ingressos do Festival Planeta Terra continuam subindo e o terceiro lote já bate os R$ 130, o que é só 10 reais a menos que o preço médio de uma noite do Tim Festival. CORRÃO antes que custeo mesmo que um Kanye ou uma Madonna.

Eles são seus amigos, yall.

Foto de celular, não reclame

Os deuses da música e da moda colaboraram na última sexta-feira no Rio. Fazia por volta de 17 graus, sem chuva, o que proporcionou o ambiente ideal para um bando de gente se vestir com o maior número possível de roupas estranhas/coloridas/descoladas/adjetivodesuaescolhaaqui. Sério, onde aquela gente se esconde no calorzão de 40°?

Todo mundo estava ali pelo Justice, mas o Mixhell até que agradou – não encheu o saco e fez todo mundo ter tempo de encher a cara. Infelizmente, perdi os Twelves por um filme italiano quase-bom. O Twelves tocou depois, mas eu já tinha saído do Circo.

Pois bem, o Justice foi tudo aquilo que todo mundo esperava: pesado, metaleiro e teatral. A cruz, a parede de amplificadores, a jaqueta preta e a camiseta de headbanger, os riffs roqueiros, mulherada se acabando, “We are your friends” extendida até o pé doer e voz do coro falhar. Tudo muito bem ensaiado e representado. Uma boa apresentação, mas bem longe do que poderia ter sido. E nem foi muito culpa dos franceses. O som estava um pouquinho baixo, mas quem não compareceu bem foi o público carioca, que às vezes parecia um pouco mais decidido a não estragar a produção para o resto da noitada. Num dos poucos momentos não ensaiados da noite, um dos Justices (não sei quem é quem, pode me xingar) empurrou os engraçadinhos que subiram ao palco. Amigão, ein?

Mais Mombojó. É.

Eu sei que tá ficando até chato hypar e hypar, mas, foda-se, eu gosto de Mombojó pra caramba.

Por causa do Justice e do Festival do Rio, só pude ir no show de quinta dos dois que o Mombojó fez no Teatro Rival. Cheguei no começo da primeira música, depois de um dia escroto de trabalho e daí pra frente nem me liguei no quão puto e cansado eu estava.

O show foi um repeteco sem o China da apresentação do Circo, com um som um pouco melhor. É impressionante como eles têm se saído bem na tarefa de rearrajar o repertório depois da morte d’O Rafa (flauta) e da saída de Marcelo Campello (violão, cavaquinho e mais algumas coisas que esqueci). As guitarras estão cada vez mais aparecidas, com o Marcelo (Machado, guitarrista principal) solando quando deve, fazendo leves alterações nas melodias e, às vezes, até bancando o Kevin Shields numa parede de distorção que merecia melhores amplificadores.

Felipe continua com o carisma de sempre, terminando o show junto com a platéia (afastada do palco por causa das cadeiras do Rival) na roda de pogo de “Deixe-se acreditar”. Ele ainda deixou escapar que o augardado terceiro disco da banda será gravado em Janeiro no Rio (de Janeiro). Kassin produzindo, é isso?

Tocaram um mix dos dois discos, mais “Anarquia” do Ronnie Von e “Duas cores”, que eles não tocavam há um tempo. Além de todas as quatro novas que você ouviu. Saca como “Justamente” fica ao vivo:

Novas do Doves ao vivo

Depois de um sumiço de 2 anos, o Doves voltou aos palcos em setembro para mostrar algumas músicas novas. A banda está em estúdio finalizando o quarto disco, que deve sair no começo de 2009. As quatro faixas que ganharam a internet nessa semanas soam bem promissoras.

MP3 Doves – Jetstream/Winter Hill/Kingdom Of Rust/The Outsider [link removido a pedido do WordPress – sabe-se lá porque]

Nova do Hot Chip ao vivo: “Alley cats”

Esse mundo anda tão rápido que nem parece que “Made In The Dark”, terceiro álbum do Hot Chip, é desse ano. A banda também parece não lembrar que lançou um disco há tão pouco tempo e já está preparando o próximo e mais um monte de outras coisas, como conta a Billboard. Tem a over-blogada cover do Vampire Weekend que eles gravaram com o Peter Gabriel, a cover de “Transmission” do Joy Division feita a pedidos do Stephen Morris, um disco de remixes (“Remade In The Dark”) e o primeiro trabalho solo do vocalista Alexis Taylor.

Das seis faixas já escritas para o próximo álbum, “Alley cats” foi a primeira a ser tocada ao vivo. A música é uma balada romântica mid-tempo bem melhor que as que a do “Made In The Dark”. O fato é o seguinte: um dia você dançou Hot Chip, agora é o momento de cantar junto e levantar o isqueiro/celular. E, acredite, você provavelmente vai gostar disso.

– O canto do cisne do Violins

Como eu já falei, o Violins já não existe mais. Só que no fim das contas, os shows de Goiânia e Brasília não foram os últimos da carreira da banda, que acabou se apresentando num festival em Pirinópolis, interior de Goiás antes de terminarem de vez.

Aqui dá para assistir a um trecho do show.

Novo vídeo do TV On The Radio: “Dancing choose”

O TV On The Radio soltou essa semana o clipe para “Dancing choose”, segundo single do disco que provavelmente é o melhor álbum do ano (e não sou só eu que estou dizendo). O vídeo lembra “Take me out” do Franz Ferdinand, mas não chega nem perto do clipe SENSACIONAL que eles fizeram para “The golden age”.

Katy Perry coveriza MGMT

Ela beijou uma garota, e daí? A maré vai baixando para Katy Perry e ela já começa a esboçar um reposicionamento de mercado, ali no meio (opa) do MGMT. Essa cover de “Electric feel” soa como ela (e a Lily Allen), bonitinha mas ordinária. O interessante é perceber que. debaixo da polêmica e do  brilho do gloss, ela até que tem uma voz bacaninha.

MP3 Katy Perry – Electric feel (via PrettyMuchAmazing) [link removido a pedido do WordPress – sabe-se lá porque]

É isso Brasil!

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Randomizando #01: Justice, Mombojó, Katy Perry, Doves e mais

  1. Alessandra disse:

    Vamo lá, Lívio! Respirando fundo, 1, respirando fundo2…

  2. Pingback: Mombojó - “Container” (ao vivo no Teatro Rival, 26/09/08) « BLOODY POP

  3. Pingback: Nova do Doves - “Jetstream”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s