8 momentos que você não pode perder no Planeta Terra 2008

Mallu e Vanguart – “???”

Não importa se vai se no show dele, Hélio, ou dela, Mallu, e nem qual música vai ser. Tocando um depois do outro, o casal de namorados mais conhecidos (os únicos?) da cena indie brasileira deve subir ao palco para cantar uma juntos e derreter os corações /cafona da maior platéia que os dois já enfretaram na vida. O Planeta Terra, acredite, vai começar romântico.

“You came by train” ao vivo no SESC Pompéia, 25/09/2008

Animal Collective – “Fireworks/Essplode/Fireworks”

Depois dessa, o jogo vai estar ganho. Num show que deve ser composto majoritarimente por músicas do aguardadíssimo (ao ponto do blogueiro da Uncut pagar o esporro em quem pediu para ele vazar o disco) “Merriweather Post Pavilion”, é quase certeza que o Animal Collective guardem um espaço (se não fecharem o show com) para a versão ao vivo da fantástica “Fireworks”, que ganha um pedaço da pouco conhecida “Essplode”. Caso você veja um cara aos berros/chorando na grade do Indie Stage, pode ter certeza que sou eu.

“Fireworks/Essplode/Fireworks” ao vivo no Pitchfork Music Festival 2008

Foals – “Mathletics”

Uma das bandas mais interessantes a surgir na Inglaterra recentemente, os Foals acenam para o Gang Of Four enquanto brincam de Talking Heads, e fazem isso de maneira bastante natural. Aqui, levam o punk cabeçudo do PIL e do Wire para a pista de dança. É aquela história de neo-post-punk começando a fazer sentido.

“Mathletics” ao vivo na Manchester Academy em 2008

The Jesus And Mary Chain – “Just like honey”

“Listen to the girl, as she takes on half the world…”, e Charlotte se perde na imensidão de Tokyo. Mesmo sendo o primeiro hit do Jesus, lá em 1985, “Just like honey” adquiriu todo um novo sentido quando o mundo viu a mulher mais linda desse século partindo em lágrimas no brilhante “Encontros & Desencontros”, de Sofia Coppolla. É fechar os olhos e imaginar que a Scartlett Johansson está ali, do seu lado, susurando sobre as guitarras dos irmãos Reid.

“Just like honey”, JAMC com Scarlett Johansson ao vivo no Coachella 2007

Spoon – “Everything hits at once”

De todas as músicas dessa lista, “Everything hits at once”, o blues indie rocker que abre o melhor disco do Spoo, é a que mais ter chance de não ser tocada. Nos set lists da banda esse ano, às vezes ela aparece, às vezes não. Na dúvida, faça sua plaquinha pedindo para o Britt Daniels tocá-la.

“Everything hits at once” em Austin em 2007

Bloc Party – “Helicopter”

Depois de ter perdido o respeito dos brasileiros num playback ridículo, o Bloc Party periga ser o fail da edição do festival. Agora se esse petardo do primeiro disco não funcionar, podem encarrar as atividade que ninguém vai sentir falta.

“Helicopter” ao vivo na Brixton Academy em 2007

The Breeders – “Cannonball”

Se redimindo por passar só em Curitiba na sua primeira aparição brasileira, a banda de Kim Deal finalmente toca para uma galera – os paulistanos – que leva os Breeders muito mais a sério do que eles merecem (eu não curto, enfim). Pena que a fã mais ilustre, Lovefoxxx, não vai estar lá.

“Cannonball” ao vivo em 1993

Kaiser Chiefs – “I predict a riot”

Na verdade, o riot mesmo já vai ter acontecido quando for 1h30 da manhã. Mas se sobrar fôlego e sola de sapato, pode apostar que o último pulo vai ser dado ao som dos berros de Ricky Wilson.

“I predict a riot” ao vivo no Reading Festival 2006

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s