2009 já começou, cabeção!

2009

Se Morrissey também está apertando seu crânio nessa semana de verão com cara de inverno (pelo menos no Rio), é por que 2009 já começou para você também, mesmo que você, como o Bloody Pop, ainda esteja pensando naquelas músicas do ano passado.

Como todo ano, 2009 já começa com uma dezena de discos vazados, entre eles o ultra-hypado-com-pintas-de-disco-do-ano-9,6-na-Pitchfork “Merryweather Post Pavilion” do Animal Collective e, claro, o novo disco do Morrissey, “Years Of Refusal”, aquele da capa do bebê.

Depois do pulo, um guia do já vazou para você se orientar e uma seleção daqueles discos que ainda não viram a luz do dia, mas que o Bloody Pop está ansioso para ouvir.

folder

A.C. Newman – Get Guilty: o líder dos New Pornographers volta ao trabalho solo num disco menos confessional que o seu debut, “The Slow Wonder” (2004). Belas melodias, como sempre.

noblebeast1

Andrew Bird – Noble Beast/Useless Creatures: o seu trovador barroco preferido volta com dois discos se baseam mais  em instrumentos acústicos que os anteriores. Compositor de formação clássica, Andrew volta a música instrumental em “Useless Creatures” depois de vários anos.

merriweather

Animal Collective – Merriweather Post Pavilion: álbum do ano? álbum da década? marco na música americana moderna? Não se preocupe com isso, ainda. O muito aguardado nono disco do Animal Collective pode até vir a ser tudo isso mesmo, mas por enquanto vale a mais a pena encará-lo como o que é a princípio – um disco bom, realmente bom.

folder

Annie – Don’t Stop: originalmente esperado para outubro de 2008, o segundo disco da cantora pop dinamarquesa norueguesa foi puxado para abril devido a problemas com a gravadora. Ainda não se sabe se a versão que chegou a rede em julho do ano passado vai ser a final, mas já da para curtir o hit “My love is better”, com Alex Kapranos na guitarra.

thecryinglight

Anthony And The Johnsons – The Crying Light: a voz mais distinta dos anos 2000 volta com mais baladas tristes.

changinghorses

Ben Kewller – Changing Horses: primeiro disco de 2009 a vazar, o novo trabalho de Ben Kweller, como os outros, não desaponta. Country-rock e power pop misturados na medida.

boniverbloodbank

Bon Iver – Blood Bank EP: primero lançamento do cantor folk americano depois do sucesso da estreia “For Emma, Forever Ago” (2007/2008). Uma das quatro músicas é cantada toda em auto-tune, o que deve ter feito Kanye explodir de alegria.

herewegomagic

Here We Go Magic: estreia da banda novaiorquina (do Brooklyn, é), que vem sendo comparada ao Animal Collective.

Howling Bells – Radio Wars: 3 anos após a estreia homônima, o grupo anglo-australiano volta com “Radio Wars”, um álbum menos impactante, mas que tem suas pérolas, como o single “Into the chaos”, disponível para download no site da banda.

irandiss

Iran – Dissolver: terceiro disco da banda que tem em sua formação o guitarrista do TV On The Radio, Kyp Malone. Para deixar mais ainda mais TV On The Radio-related, quem produz é o gênio David Sitek. “Buddy” já é uma das músicas do ano.

yearsofrefusal

Morrissey – Years Of Refusal: depois de um disco mais calmo, Morrissey traz de volta o rancor que marcou seu retorno ao pop em 2004 com “You Are The Quarry”. A primeira faixa (parafraseada no início do post) já dá o tom “pé-na-porta” do resto do trabalho. 

timeofassassins

Nickel Eye – Time Of The Assassins: com os Strokes de férias, o baixista Nikkolai Fraiture acho tempo para tocar seu projeto de rock setentista. Agora só falta o Julian Casablancas e o Nick Valensi, certo?

Perito Moreno – Made To Escape: primeiro disco solo do ex-vocalista do Violins gravado só com voz e violão. Mais aqui.

towillie

Phosphorescent – To Willie: cantor folk novaiorquino volta com um álbum dedicado ao mestre Willie Nelson.

comoumfilme

Pública – Como Um Filme Sem Um Fim: mantendo o nível das boas composições de “Polaris” (2006), os gaúchos do Pública voltam mais ambiciosos e multifacetados no segundo álbum. O hit é “1996”, mas o destaque fica com a faixa-título, balada em crescendo com belas orquestrações. Dá para ouvir no Myspace da banda.

Robert Pollard – The Crawling Distance: mais um dos vários discos que o ex-Guided By Voices lança por ano.

goodnightoslo

Robyn Hitchcock & The Venus 3 – Goodnight Oslo: depois de “Olé! Tarantula” (2006), o compositor inglês volta mais uma vez acompanhado pelo Venus 3, banda composta por Peter Buck do R.E.M., Bill Rieflin do Ministry (e também baterista de turnê do R.E.M.) e Scott McCaughey do grupo de indie rock americano, Young Fresh Fellows.

telepathe

Telepathe – Dance Mother: o primeiro disco da banda americana, que é comparada ao Gang Gang Dance. O álbum é produzido pelo David Sitek, do TV On The Radio, o que já vale a audição.

rayguns

The Bird And The Bee – Ray Guns Are Not Just The Future: segundo disco dupla de chamber pop americana. Eles são mais conhecido no Brasil por terem emplacado uma regravação de “How deep is your love” dos Bee Gees na trilha da novela “Duas Caras”.

The Boxer Rebellion – Union: com um som que fica entre Interpol e o Kasabian, o Boxer Rebellion tenta superar a ótima (mas pouco ouvida) estreia, “Exits”. 

The Pains Of Being Pure At Heart: debut do grupo americano que mistura o twee do Belle And Sebastian com barulho do Jesus and Mary Chain.

whichbitch

The View – Which Bitch?: segundo disco dos sub-Arctic Monkeys que conquistaram algumas linhas em 2007 com o debut “Hats Off To The Buskers”. Só avisando: esse não tem “Wasted little DJs”.

(Esqueci de alguém?)

Outros discos que você vai ouvir em 2009:

…And You Will Know Us By The Trail Of Death – The Century Of Self (17 de fevereiro)
A Camp – Colonia (2 de fevereiro)
Animal Collective – Paw Tracks’ Box Set (primeiro semestre)
Arctic Monkeys – TBA (???)
Art Brut – Art Brut Versus Satan (abril)
Babe, Terror – TBA (fevereiro)
Bell Orchestre – TBA (???)
Black Lips – 200 Million Thousand (24 de fevereiro)
Blikk Fang – TBA (Kevin Barnes do of Montreal com Andrew VanWyngarden do MGMT) (???)
Broken Social Scene – TBA (???)
Bruce Springsteen & The E Street Band – Working On A Dream (27 de janeiro)
Burial – TBA (???)
Caetano Veloso – Zii e Zie (primeiro semestre)
Clipse – Till the Casket Drops (???)
Cut Off Your Hands – You And I (20 de janeiro)
Dan Deacon – Bromst (24 de março)
Dent May & His Magnificent Ukelele (fevereiro)
Depeche Mode – TBA (20 de abril)
Do Amor – TBA (primeiro semestre)
Doves – TBA (abril)
Dr. Dre – Detox (???)
Franz Ferdinand – Tonight: Franz Ferdinand (26 de janeiro)
Grizzly Bear – TBA (abril)
Holger – TBA (???)
Jay-Z – The Blueprint 3 (primeiro semestre)
Jonelle Monáe – Metropolis (segundo semestre)
Jumbo Elektro – Terrorist!? (primeiro semestre)
Junior Boys – TBA (junho)
Justin Timberlake – TBA (setembro)
Klaxons – TBA (primeiro semestre)
Lily Allen – It’s Not Me, It’s You (fevereiro)
M. Ward – Hold Time (17 de fevereiro)
Massive Attack – Weather Underground (???)
Matt and Kim – Grand (20 de janeiro)
Maxïmo Park – TBA (abril)
Midlake – Courage Of The Others (primeiro semestre)
Mombojó – TBA (primeiro semestre)
Móveis Coloniais de Acaju – C_mpl_t_ (março no TramaVirtual, abril em CD)
MSTRKRFT – Fist Of God (março)
My Bloody Valentine – TBA (???)
N.A.S.A. – The Spirit Of Apollo (16 de fevereiro)
Nancy – Chora, Matisse! (primeiro semestre)
Neko Case – Middle Cyclone (20 de março)
Nina Becker – TBA (dois álbums) (???)
Panda Bear – TBA (???)
Passion Pit – TBA (???)
Patrick Wolf – Battle (primeiro semestre)
Röyksopp – Junior
Sonic Youth – The Eternal (primeiro semestre)
Supercordas – A Mágica Deriva dos Elefantes (???)
Superguidis – Tolos Mudam (primeiro semestre)
Swan Lake – Enemy Mine (24 de março)
Terminal Quadalupe – Mereça (março)
The Avalanches – TBA (???)
The Boy Least Likely To – The Law of the Playground (3 de março)
The Decemberist – Hazards Of Love (24 de março)
The Juan Maclean – The Future Will Come (março)
The Prodigy – Invaders Must Die (2 de março)
The Strokes – TBA (segundo semestre)
U2 – No Line On The Horizon (2 de março)
Violens – TBA (???)
Wavves – Wavvves (3 de fevereiro)
Wilco – TBA (segundo semestre)
Yeah Yeah Yeahs – TBA (???)

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

4 respostas para 2009 já começou, cabeção!

  1. Pingback: Nova do M. Ward - “Hold time” « BLOODY POP

  2. Tiago Superoito disse:

    Caramba, o da Annie eu ouvi no meio de 2008… E é um bom disco.

    No mais, vai ser difícil encontrar um tão bom quanto o do Animal Collective…

  3. rogério disse:

    faltou citar o k-os, cujo álbum “yes” tem previsão de lançamento para março, mas vazou no último fds . espero que não seja a versão final, pois achei ruinzinho de prima mesmo ele sendo um dos meus rappers canadenses prediletos.

    ah! e a annie é norueguesa, e não dinamarquesa.

  4. walter carvalho disse:

    Bom, o discão que tô esperando mesmo pra esse 2009, é o nôvo petardo do Firebird, bandaça stoner, que faz um sonzão tipo anos 70, aliás, outra pedrada que já tô correndo atrás é o nôvo album do Radio Moscow, intitulado “brain cycles”, outra pedrada sonora !!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s