Little Joy e Cidadão Instigado @ Circo Voador, 06/02/2009

littejoycirco Mais fotos no Flickr do Bloody Pop

Não há lugar como a nossa casa, diz o ditado e disse a show do Little Joy para um Circo Voador lotado. E podia ser diferente? O trocadilho é até óbvio, mas não era só uma “alegrizinha” que se via no rosto da banda e do público.

A noite começou cedo para os padrões do Circo, alguns minutos após das onze horas – coisa que me faria mais feliz se virasse rotina – com a excelência do Cidadão Instigado. É o tipo de show que mesmo que se desse tudo errado, ainda daria certo só por ser uma apresentação de Fernando Catatau, um dos poucos músicos do rock brasileiro que já vale a pena ver só pela genialidade com que toca. Fizeram um show pesado, viajante, que deixou o público do Little Joy boquiaberto de espanto e, espero, de felicidade. Se as outras músicas novas seguirem no pique dessas que eles vêm tocando, 2009 promete um discaço como os outros dois.

Todo mundo ama férias de verão, ou essa ideia idílica que temos do assunto. O Little Joy funciona assim tanto em disco quanto no palco. É como se por mais que eles tivesse o emprego mais legal do mundo, em algum momento Moretti e Amarante precisassem vestir suas havianas, colocar um álbum dos Beach Boys para tocar e sai em direção a praia, levando junto a menina Binki e quem mais quiser acompanhá-los.

E não foi porque era gravação de DVD que show do Circo foi especial. Aquele era o último dia de férias. Dessas férias, pelo menos. A banda se entregou como o público, que gritava em todos os momentos do show. A apresentação foi curta como todo mundo já sabia, mas levemente histórica. Destaque para “Keep me in mind”, momento em Los Hermanos e Strokes se encontram, e “Don’t Watch Me Dancing”, quando a bela (e levemente insossa) Binki dá espaço uma divertida jam entre os três guitarristas da banda.

O bis foi arrasador, primeiro com Amarante tocando “Evaporar” sozinho na guitarra e em seguida com a favorita de todos, “Brand New Start”. Para finalizar, como um aviso  de fim das férias, Fabrizio puxou o coro de “Último romance”, cantanto a plenos pulmões pelo todo Circo Voador, incluindo aí um Marcelo Camelo visivelmente empolgado com o sucesso do amigo, se espremendo na arquibancada destinada a família dos músicos.

Foram boas essas férias, com certeza. E foi melhor ainda voltar para casa.

Sobre Livio Vilela

Happiness Engineer at Automattic
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Little Joy e Cidadão Instigado @ Circo Voador, 06/02/2009

  1. De cara o álbum do Litlle Joy é um belo trabalho. Não tem um dia nas últimas semanas que deixo de ouvi-lô . São belas melodias que misturam, obviamente, as sonoridades dos Los Hermanos e Stroke e não poderia ser diferente, mas a musicalidade da banda vai além dessas referências. Tem algo de Velvet Undergrond e Beach Boys. Quanto ao show do circo voador não pude ir, mas aguardo ansioso a chegada do DVD. O vinil já encomendei na CD Point.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s