Repeat: The XX

repeatokthexx

Perdido ali no meio dos nossos outros 39 artistas para ficar ligado em 2009, o quarteto londrino The XX parecia um patinho feio da lista do início do ano. Na época, o myspace tinha poucas faixas, todas demos, e as que saltavam aos ouvidos – fui descobrir depois – eram duas covers, “Teardrops” do grupo oitentista Womack & Womack e “Hot Like Fire” da Aaliyah. Isso me fez deixá-los um pouco de lado até duas semanas atrás, quando fui surpreendido pelo link do disco de estréia da banda, “XX” (Young Turks, 2009).

E tudo que tenho que dizer é WOW.Ser pego de surpresa é sempre bom, mas o caso aqui foi um pouco mais embaixo. Por mais que aquelas demos (o mais lo-fi possível) fossem promissoras, a maneira como eles acharam uma sonoridade tão própria e tão simples deixa boquiaberto até os mais prevenidos. Imagine o The Cure como um projeto trovador solitário de Robert Smith. Daí tire dele todas aquelas referências deprê-bad-trip e as substitua por Marvin Gaye, Prince e gente que sabe como as coisas do coração e dos quadris funcionam. Agora pense numa mulher sussurando tudo isso. O que estamos falando aqui é de uma espécie de pós-punk tocado como se fosse folk (o instrumental é esparso, os acordes são relaxadoss), encharcado de harmonias R&B, que são responsáveis por não deixar nada solto demais.

Junto com outro disco vindo de Londres (“Two Dancers”, do Wild Beasts), “XX” é possivelmente o álbum mais sexy de 2009. O segredo está na dinâmica criada pela vozes de Romy Croft (vocalista e guitarrista) e Oliver Sim (baixista e principal compositor). Todas as músicas do The XX são diálogos, DRs musicadas, flertes descompromissados, tudo cantado aos sussuros e gemidos. Se ela fala que é dele e que nunca vai precisar sair dali (“Islands”), ele está confuso sobre onde começa um e termina o outro (“Basic Space”). Ela diz que seu coração “pulou um batimento” (“Heart Skipped A Beat”), ele fala que ela pressiou o suficiente para deixa-lo paralizado (“Crystalized”).

Embora os singles sejam “Crystalized” e “Basic Space”, o HIT provavelmente vai ser “Islands”, groove reto de 2:40 que faz perder a respiração quando Romy chega se declarando (“I am your now, now I don’t ever have to leave”). Já “Heart Skipped A Beat”, minha preferida, cozinha o ouvinte até o último minuto, te fazendo implorar pelo refrão, que chega destruindo nos últimos segundos. “Night Time” é tensa e triste, mas pode virar um prato cheio para remixers mundo a fora. “Shelter” passeia no limite do exagero, com seu misto de romantismo e culpa adolescente, enquanto “Stars” encerra o álbum num clima mais emocional.

[MP3] The XX – Islands
[MP3] The XX – Heart Skipped A Beat

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

5 respostas para Repeat: The XX

  1. Fui seco procurar as referências do soul e do R&B e fiquei na mão. É simpático, mas só achei The Cure no som desses XX.

  2. No geral…
    Como você falou, tem bastante The Cure aí. Mas Marvin Gaye e Prince… ficou só na intenção…

    • Livio Vilela disse:

      @César Márcio, se você reler vai perceber que o que eu não digo que Marvin Gaye e Prince são influências claras deles.

      o que tem de música negra na música deles é algo bem mais contemporâneo, mais a ver com o R&B pós Mary J Blige que todo mundo escuta nas rádios. tanto é que eles ficaram conhecidos por um cover da música Aaliyah e citam Rihanna como referência em entrevistas.

  3. wellvis disse:

    As referências no som deles, para além das óbvias e citadas, vai muito além disso. Tem um certo shoegaze ali no meio, muito Young Marble Giants (citada pelos proprios na pagina da rogue trade) e acho eu, e espero que sim, o disco de estreia do “Thou” “put us in tune” mas isso das referencias é uma conversa quase sem sentido quando se ouve as cançoes lindas que eles fazem. Dia 09/10 vejo-os em Berlim e quero ver se ao vivo é mesmo tudo aquilo que se “vê” no disco.

    Um belissimo blogue, que descobri, claro, procurando por “the XX”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s