Os Discos Brasileiros Mais Esperados Em 2010: Bidê Ou Balde


Quem: Bidê Ou Balde
Disco: “Projeto: Mistério” (título provisório)
Previsão de lançamento: segundo semestre
Sai por onde: indefinido
O que já dá para ouvir:
por enquanto nada =/

De todos os álbuns desse especial, talvez esse seja o único que poderia estar entre os mais esperados de 2007, 2008, 2009 e, enfim, 2010. Como um espécie de “Chinese Democracy gaúcho”, tem sido uma longa espera pelo quarto disco da Bidê Ou Balde, mas, se tudo der certo, o álbum deve ver a luz do dia no segundo semestre de 2010.

Provisoriamente intitulado “Projeto: Mistério” (a banda tem o hábito de não nomear seus álbuns até que eles estejam prontos), o álbum está sendo composto desde 2007, numa pequena epopéia de vários que capítulos que deve ter um final feliz em breve, como conta o vocalista Carlinhos Carneiro:

Já rolaram duas fases de pré-produção (composição, arranjo e gravação de uma versão demo no nosso estúdio), uma em 2007 e outra em 2008. Para gravar esse material, nos dois momentos contamos com o Julio Porto (ex-guitarrista da Ultramen e produtor do novo disco da Pata de Elefante). Como agora somos 4 integrantes oficiais da Bidê (Carlinhos, Vivi, Pilla e Sá), tivemos conosco, nas duas gravações, Sandro Ribeiro, o Caveira, que foi baterista da primeira fase da Bidê (até a gravação do primeiro disco). Em 2008 tivemos no baixo a participação do Jojô (guitarrista dos Volantes), que estava na época tocando como baixista nos nossos shows.

Desde essas gravações de 2008 (que incluem as músicas que fizemos em parceria com o Frank Jorge) já nos sentimos satisfeitos e podemos dizer que temos o disco, seu repertório, sua temática… Um material coeso. Mas, claro, coisas novas seguem surgindo… Já são umas 20 músicas gravadas (mais uma sobra, além das coisas novas). Daí acho que retiraremos umas 14 faixas.

Ainda em 2008 rolou a negociação com uma gravadora grande, interessada no material e na banda, mas no final das contas não deu em nada… Daí entramos 2009 pensando e outras maneiras de lançar o disco, e passamos boa parte do ano (quando não estávamos envolvidos em shows) metendo a mão em coisas de produção executiva, bolando uma forma massa do disco chegar ao publico com a qualidade e valorização que imaginamos que o material e a banda tem. Com esse trabalho de transformar essas idéias em um projeto consistente, criativo, diferenciado, comercialmente viável e esteticamente bacana só ficamos satisfeitos agora no fim de 2009… Agora nos resta botar ele em prática. Ou não (afinal podemos ser surpreendidos por alguma outra idéia de terceiros). Ah, e botar em prática significa entrar em um estúdio fodão e gravar as músicas na versão oficial, com um produtor massa (já orçamos e ‘namoramos’ uns dois ou três).

Algumas das faixas que devem entrar no álbum tiveram ajuda de outra lenda do rock gaúcho, Frank Jorge, que depois de participar de alguns shows, se ofereceu para fazer as letras de algumas canções da banda:

No começo de 2007 o Frank fez uns 5 shows tocando baixo com a gente, e a partir daí estreitamos um pouco a relação com ele, que se sentiu também mais inteirado no processo bideístico, depois de ensaiar para os shows. Em uma conversa, já em 2008, ele perguntou como estavam as nossas pré-produções, o Sá comentou que tinham umas músicas ainda sem letra e ele se ofereceu pra dar uma ouvida e propor umas idéias… As idéias, naturalmente, foram fantásticas e devidamente acatadas… Daí, quando fomos gravar o resto do material no final de 2008, aproveitamos para colocar as letras que o Frank fez (com algumas ‘completadas’ minhas) nas músicas da leva anterior que ainda estavam sem letra. Elas se encaixaram perfeitamente com o resto do que estava rolando. São umas 5 ou 6 músicas, todas muito boas!

Fora as feitas com Frank, o álbum ainda deve ter faixas que vão do “romântico e extremamente bubblegum” aos “climas espaciais, tanto espaço sideral quanto geográfico”, que, segundo Carlinhos, é um retorno a algumas influências do segundo disco da banda, o clássico “Outubro Ou Nada!”.

“Mudou muita coisa na cabeça, nas nossas relações, na forma que amamos o rock e a música”, diz Carlinhos sobre os 6 anos que devem separar o lançamento deste álbum para o último em 2004. “Isso definitivamente influenciou muito da forma como encaramos esse disco, Mas acho que não sei explicar isso sem estragar alguns dos mistérios do ‘Projeto: Mistério’.” Vamos ficar esperando ansiosos então.

Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

4 respostas para Os Discos Brasileiros Mais Esperados Em 2010: Bidê Ou Balde

  1. O albúm mais esperado do ano para mim. Tanto em âmbito nacional quanto internacional. Vamos ver o que rolará!
    😀

  2. Diego Oliveira disse:

    E depois de 6 anos de espera, estava na hora, Bidê é fóda!

  3. leonardo disse:

    Fazia tempo que tava esperando novas músicas da Bidê….vlw pessoalda banda…caprichem no álbúm que irei ouví-lo muito…vlw

  4. Pingback: Bidê ou Balde e seu projeto misterioso | Rock 'n' Beats

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s