Wry @ Studio SP, 10/04/09

Wry are back in town

Wry are back in town

O dia: 10 de abril de 2009. Mas era como se o DeLorean, o carro do De Volta Para o Futuro, tivesse deixado todos que foram nesta sexta-feira ao Studio SP em algum dia de meados dos anos 90. Depois de sete anos na Inglaterra, a sorocabana Wry começou uma turnê brasileira que já tem datas marcadas até julho.

Além de matar a saudade dos fãs, que não viam a banda em palcos brasileiros desde 2006, o show serviu para apresentar o recém-lançado “She Science” (mais sobre a tour e o disco aqui). Foram sete somente desse disco, que tem onze músicas no total. Tocaram ainda as quatro do EP “Whales and Sharks”, três do penúltimo “Flames in the Head” e duas do “The Long-term Memory of an Experience”, que deve sair em junho (mais sobre os novos projetos aqui).

A apresentação começou por volta da 01h30, com “Sister”. Logo na sequencia, “Nothing´s changed”. Se as versões de estúdio dos novos sons tem um que de psicodelia, lembrando em certos momentos o gaúcho Júpiter Maçã, ao vivo elas ganham uma roupagem que em nada deve às guitarras shoegazer dos primeiros discos.

Neste sentido, o guitarrista Luciano encarna com propriedade o espírito do estilo, com seu olhar colado ao chão durante grande parte do show. Chokito é o oposto, ali, na dele, com seu baixo. André comanda a bateria com precisão, sem chamar a atenção demais pra si, mas dando o peso necessário às musicas. Já o vocal Mario Bross se movimenta, se joga, pula, enfim, é o frontman por excelência. Engraçado notar que, ao lado de Luciano, deveriam ser os dois únicos cabeludos no lugar.

Eles seguem com a bela “Come and fall” e a balada “Bitter breakfast”, para uma sequencia de seis novas, quatro do “She Science” e as duas do “The Long-term Memory of an Experience”. Em certo momento Mario troca sua guitarra por um violão e pede a todos que se imaginem em uma ilha deserta à noite. Já Luciano usa um arco de violino pra tocar sua guitarra durante uma música. Depois de pouco mais de uma hora de show, a distorção das guitarras dá o tom do fim do show. Mas, pelo menos até o meio do ano, o DeLorean vai continuar encostado em calçadas brasileiras, com o marcador apontando ‘90’s.

Mais fotos no flickr do Bloody Pop.

Set list
01. “Sister” (Whales and Sharks EP)
02. “Nothing´s changed” (She Science)
03. “Come and fall” (Flames in the head)
04. “Bitter breakfast” (Whales and Sharks EP)
05. “Million Stars in your Eyes” (The Long-term Memory of an Experience)
06. “Disorder” (She Science)
07. “Dois corações e o sol” (She Science)
08. “Touch” (She Science)
09. “Nossa história começa agora” (The Long-term Memory of an Experience)
10. “Lábios trêmulos” (She Science)
11. “In the hell of my head” (Flames in the head)
12. “Airport girl” (Flames in the head)
13. “Different from me” (Whales and Sharks EP)
14. “Beatriz” (She Science)
15. “Never Sleep (When I Go)” (Whales and Sharks EP)
16. “Luzes (Godspeed)” (She Science)

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Wry @ Studio SP, 10/04/09

  1. Enio Junior disse:

    vou no show deles aqui em curitiba, no dia 30/04… espero que eles toquem “Bad Bad Bad”, do Flames In The Head.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s